domingo, 22 de janeiro de 2012

Educadores e Rubem Alves

Para  os educadores que tiveram o privilégio de tirar férias em janeiro, começa agora o gostinho de "está quase acabando". Começa aquela  sensação de "vou comer devagar o último pedaço de sobremesa". Janeiro tem nos brindado com dias lindos, inclusive para os que, como eu, não tiraram férias. Mas, (salve São Sebastião!)  tivemos um feriado com sol e muita praia na Cidade Maravilhosa, para recarregar as energias positivas.
Neste momento, vivendo um novo desafio na carreira, o de dirigir uma instituição de educação infantil, já é possível pensar no ano letivo e nas propostas a serem discutidas com o grupo de educadores da creche.
Ouvir, ouvir e ouvir! Construir coletivamente! Refletir! Colocar a mão na massa!
Fazer, orientar, ajudar, colaborar!
Disciplina. Ordem. Carinho. Compreensão. Semear. Cuidar. Colher e acolher.
Estas são palavras de ordem para o ano que se inicia no  trilhar deste meu novo caminho. 

Para refletir sobre a educação segue um texto  Rubem Alves, sempre caloroso e acolhedor, retirado de  http://www.rubemalves.com.br/conversacomeducadores.htm. No texto, as dicas de leitura pelo próprio Rubem.
Beijos e boa leitura!
Eliete Nascimento.



"O estudo da gramática não faz poetas. O estudo da harmonia não faz compositores. O estudo da psicologia não faz pessoas equilibradas. O estudo das "ciências da educação" não faz educadores. Educadores não podem ser produzidos. Educadores nascem. O que se pode fazer é ajudá-los a nascer. Para isso eu falo e escrevo: para que eles tenham coragem de nascer. Quero educar os educadores. E isso me dá grande prazer porque não existe coisa mais importante que educar. Pela educação o indivíduo se torna mais apto para viver: aprende a pensar e a resolver os problemas práticos da vida. Pela educação ele se torna mais sensível e mais rico interiormente, o que faz dele uma pessoa mais bonita, mais feliz e mais capaz de conviver com os outros. A maioria dos problemas da sociedade se resolveria se os indivíduos tivessem aprendido a pensar. Por não saber pensar tomamos as decisões políticas que não deveríamos tomar. Se você desejar saber com detalhes o que penso sobre a educação, leia os livros que se encontram na sala Biblioteca. Nas minhas conversas com educadores meus temas favoritos são: A alegria de ensinar, A educação dos sentidos, O prazer de ler, A arte de pensar, O educador como sedutor, O educador como feiticeiro, O educador como artista, O educador como cozinheiro, As leis do pensar criativo, Anatomia do pensamento: informação, razão, inteligência, conhecimento, alegria, Aprendendo a desaprender, Entre a ciência e sabedoria: o dilema da educação, Educação e política, Educação e Vida, Aprendizagem e prazer.Leia o artigo Como amar uma criança sobre o educador Janusz Korczak, que se tornou um símbolo pelo seu amor às crianças. Diretor de um orfanato em Varsóvia, foi morto pelos nazistas com suas crianças numa câmara de gás. Tradução de Manoel Moraes. "