sábado, 2 de junho de 2012

CORTELLA E OS TEMPOS VELOZES




Depois de alguns meses sem postar consegui achar uma brecha no meu sábado para isso.
"Tempo, tempo, tempo, tempo..." já diz o Caetano.
É preciso se disciplinar, caso contrário não sobra tempo para  fazer as coisas que a gente  gosta.
Lendo o livro QUAL É A TUA OBRA?,  MÁRIO SERGIO CORTELLA, ED VOZES,  me deparo com o seguinte texto:

"Tempos Velozes 

O mundo está mudando. Mas a novidade não é a mudança do mundo, porque o mundo sempre mudou. A novidade  é a velocidade da mudança. Nunca em toda história humana se mudou com tanta velocidade. Aliás, a velocidade é tamanha que mudou a nossa noção de tempo.
Cada dia você levanta mais cedo e vai deitar-se mais tarde. Sempre com  a sensação de que deveria estar mais tempo acordado. Parece que é preciso estar o tempo todo em estado de vigília.
Velocidade, mudança, alteração - tudo é fast. Fast food, drive-thru, lava-rápido. Você lavaria seu carro em um lava-lerdo? Por que não? Onde está aquele ditado que diz que " a pressa é inimiga da perfeição?" E aquele que diz que devagar se vai ao longe?
(...)
Até o jeito de disputar uma partida de futebol mudou. Nos anos 70, um jogador de futebol corria, por partida, seis  quilômetros , em média. Hoje, estatística refeita, um jogador percorre, em média, o equivalente a 13 quilômetros por jogo. Não mudou o tamanho do campo, nem a duração da partida e tampouco o número de jogadores.
O que mudou?
A velocidade do jogo, o ritmo e a estratégia.(...)"

Este texto dá para fazer várias  reflexões, sobre o dia a dia, sobre as mudanças na área em que trabalho (tudo para ontem!) e sobre que eu posso escolher fazer diferente.
Pelo menos aos finais de semana!
Um fim de semana bem lerdo para todos!
Eliete Nascimento